8 Belos Locais para a Prática de Birdwatching na Região de Aveiro

8 Belos Locais para a Prática de Birdwatching na Região de Aveiro

A observação de aves tem conquistado cada vez mais adeptos e ao longo da Ria de Aveiro já é possível encontrar locais preparados para esta atividade e outros onde as espécies raras podem ser surpreendidas no seu quotidiano. A Ria de Aveiro é a maior zona húmida na metade norte de Portugal e um paraíso para os amantes da observação de aves! Classificada como Zona de Protecção Especial, os seus sapais e prados marinhos são habitats muito importantes dos estuários. Os habitats têm especial importância para a nidificação de aves aquáticas, com destaque para as salinas, sistemas lagunares e dunas. São vários e de distintas tipologias os locais para a observação de aves.

Pateira de Fermentelos

A Pateira de Fermentelos, com mais de 5km2, é a maior lagoa natural da Península Ibérica, estando localizada entre os concelhos de Águeda, Aveiro, Oliveira do Bairro, antes da confluência do Rio Cértima com o Rio Águeda. Considerada uma zona húmida de elevada riqueza ecológica, a Pateira de Fermentelos desde cedo se tornou um sistema em que as atividades humanas se integravam perfeitamente na sua dinâmica, permitindo assim a manutenção da lagoa. 

Fotografias: Turismo Centro de Portugal | Luísa Araújo

Na Pateira povoam algumas espécies da avifauna que todos os amantes do birdwatching procuram contemplar: o pato-real (Anas platyrhynchos), o guarda-rios (Alceda athis), a águia-sapeira (Circus aeruginosus), o milhafre-preto (Milvus migrans), a garça vermelha (Ardea purpurea), garça real (Ardea cinerea), a garça-branca-pequena (Egretta garzetta) e o pernalonga (Himantopus himantopus). Na envolvente à lagoa, existem alguns locais específicos e estruturas de observação.

Localizações:

  • Óis da Ribeira - 40°34'34.7" | N 8°30'44.5" W
  • Espinhel - 40°34'03.0" N | 8°30'00.2" W
  • Fermentelos - 40°34'21.6" N | 8°30'57.8" W
  • Parque da Pateira de Requeixo - 40°35'16.4" N | 8°31'48.2" W
  • Parque do Carreiro Velho (Perrães) - 40°33'07.5" N | 8°30'23.8" W

Lagoa do Paraíso

Neste vasto plano de água poderá encontrar uma grande diversidade de espécies. Aves como o pernalonga (Himantopus himanto­pus), o borrelho de coleira interrompida (Cha­radrius alexandrinos), a andorinha do mar (Sternula albifrons), a garça (Egretta garzetta), a garça real (Ardea cine­rea), o garçote (Lxobrychus minutus), o pilrito comum (Caladris alpina) ou as mais variadas espécies da fa­mília das gaivotas (Larus sp.) po­dem ser observadas em profusão.  É usual a ocorrência de bandos de flamingos (Phoenicopterus roseus).

  • Localização: 40°37'50.3" N | 8°39'48.4" W

Marinha Grã Caravela

Esta salina, para além de permitir um contacto com a história do salgado aveirense, é também um ótimo local de observação pela familiaridade das aves com a presença humana devido à execução dos trabalhos nas Salinas. As marinhas próximas têm permitido boas observações de bandos de flamingos (Phoenicopterus roseus) e de pernalonga (Himantopus himantopus). 


Fotografias: Turismo Centro de Portugal | Sapo
 
Na Marinha Grã Caravela, enquanto aprecias a avifauna em redor, poderás também realizar uma visita guiada às Salinas e desfrutar de banhos salgados numa zona de água com elevador teor salínico, proporcionando uma experiência (de flutuação) idêntica ao Mar Morto. Estes banhos salgados de Aveiro têm propriedades terapêuticas para o corpo humano, em virtude das propriedades e características das lamas , recomendáveis para a melhoria da circulação sanguínea, hidratação da pele, bem como no tratamento da psoríase, por exemplo.

  • Localização: 40°38'33.9" N | 8°39'48.4" W

Fotografias: Turismo in Aveiro | Público

Pateira de Frossos

A Pateira de Frossos, zona palustre de antigos arrozais, constitui um complexo mosaico agrícola e apresenta uma comunidade florística e animal extremamente diversificada que se reflete no elevado número de espécies de Passeriformes e pequenos mamíferos que utilizam sobretudo as sebes. Há a ocorrência de variadas espécies, nomeadamente, a cegonha branca (Ciconia ciconia), o guarda-rios (Alcedo athis), a águia sapeira (Circus aeruginosos), a garça vermelha (Ardea purpurea), o milhafre preto (Milvus migrans), o melro (Turdus merula), o chamariz (Serinus serinus) e o chapim real (Parus major).

Fotografia: Prave

Foz do Cáster

A zona da foz do Rio Cáster, em Ovar, numa área de interface entre campos agrícolas e a zona lagunar assume-se como um importante local onde os valores naturais e os usos agrícolas se compatibilizam. Ao percorrer os diversos percursos existentes na área poderá encontrar espécies como a garça-vermelha (Ardea purpurea) e a águia sapeira (Circus aeruginosus), bem como diversos passeriformes que atestam a importância do local em termos de avifauna. Nas proximidades existe uma unidade de alojamento preparada para a observação de aves.

Localizações:

  • Percurso da Tijosa - 40º 51' 48.54'' N | 8º 39' 20.29'' W
  • Percurso da Foz do Cáster - 40º 50' 48.95'' N | 8º 38' 26.30'' W
  • Percurso da Moita - 40º 50' 48.95'' N | 8º 38' 26.30'' W
  • Percurso do Bico do Torrão - 40º 50' 01.10'' N | 8º 37' 23.23'' W

Percursos NaturRIA

A Murtosa está, geograficamente, no coração de Ria de Aveiro. Ao longo das margens da Ria são inúmeros os esteiros, ribeiras, cais e ancoradouros à espera do visitante: o Cais da Béstida, a Ribeira de Pardelhas, o Cais do Bico, o Cais do Chegado, o Cais da Cambeia, a Ribeira do Mancão, a Ribeira do Gago, a Ribeira do Martinho, entre outros tantos.

Serpenteando a paisagem, estes lugares de beleza ímpar ligam-se entre si por uma extensa rede de trilhos cicláveis e pedonais, pontuados por zonas de descanso e informação. Em plena zona de proteção da Ria de Aveiro, aqui a natureza mostra-se em todo o seu esplendor.

  • Localização do Centro de Educação Ambiental da Ribeira de Pardelhas: 40°44'20.7" N | 8°39'40.2" W

    Fotografias: Murtosa Ciclável

    BioRIA Estarreja

    Com vista à proteção e divulgação da Ria de Aveiro, implementou-se, ao longo das marinhas e do Esteiro de Salreu, no concelho de Estarreja, o primeiro de uma série de percursos de Natureza, o Percurso de Salreu, desenhado de modo a que possa explorar de forma prática e divertida os segredos da vida selvagem.

    Fotografias: Turismo Centro de Portugal

    Das inúmeras espécies observáveis destacam-se: garçote (Ixobry-chus minutus), garça-branca-grande (Egretta alba), garça-vermelha (Ardea purpurea), íbis-preta (Plegadis falcinellus), colhereiro (Pla-talea leucorodia), tartaranhão-ruivo-dos-pauis (Circus aerugino-sus), ógea (Falco subbuteo), águia-pesqueira (Pandion haliaetus), frango-d’água (Rallus aquaticus), narceja-galega (Lymnocryptes minimus), combatente (Philomachus pugnax), gaivina-dos-pauis (Chlidonias leucopterus), cuco-rabilongo (Clamator glandarius), torcicolo (Jynx torquilla), pisco-de-peito-azul (Luscinia svecica), felosa-unicolor (Locustella luscinioides), papa-amoras (Sylvia com-munis), escrevedeira-dos-caniços (Emberiza schoeniclus).

    Na BioRIA existe à disposição um conjunto de equipamentos para apoio à observação da avifauna, tais como binóculos e guias áudio, os quais poderão ser alugados. Ver preços.

    Localizações:

    • Percurso de Salreu: 40° 43' 57.1'' N | 8º 34' 7.3'' W

      Fotografias: BioRIA | Turismo in Aveiro

      Reserva Natural das Dunas de São Jacinto

      A Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto abrange uma área aproximada de 960ha, dos quais 210ha correspondem à área marítima. Fica situada no extremo da península que se estende entre Ovar e a povoação de S. Jacinto. É limitada a poente pelo oceano Atlântico e a nascente por um dos braços da ria de Aveiro. A abertura artificial do canal da Barra, no início do século XIX, veio permitir que novamente a água salgada do mar se misturasse à água doce dos rios. É a origem da Ria de Aveiro. Uma imensidão de dunas a perder de vista! E um ponto de visita obrigatório para todos os amantes da fauna e da flora. Não deixe de visitar o Centro Interpretativo e de calcorrear o Trilho de Descoberta da Natureza. Os anatídeos encontram refúgio nas pateiras construídas artificialmente mas que a natureza se encarregou de transformar num habitat excelente para as aves.

      • Localização: 40°41'10.2" N | 8°43'45.8" W

        Fotografias: Paulo Araújo

        Roteiro de Birdwatching da região de Aveiro

        Descarrega aqui o roteiro completo de Birdwatching na região de Aveiro e parte à descoberta de locais de beleza ímpar.

         

        Fonte: Textos - RiadeAveiro.pt


        Deixa um comentário

        Tem em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos